Nordeste atribui 116 mil euros a instituições que desenvolvem atividade local

O município do Nordeste atribui anualmente um apoio monetário às instituições culturais, desportivas e sociais do concelho com a finalidade de contribuir para o seu funcionamento e atividade.

As três filarmónicas e os três clubes desportivos do concelho, por movimentarem um número significativo de pessoas e face aos apoios reduzidos que têm, são as entidades que recebem o apoio maior da autarquia, num total de 60 mil euros, sendo 33 mil euros para as filarmónicas e 31.500 euros para os clubes desportivos. Acresce a este valor, na área do desporto, o apoio de 19.500 euros ao Centro Desportivo e Recreativo do Concelho do Nordeste, responsável por dinamizar a atividade desportiva anual do município.

As IPSS, como a Santa Casa da Misericórdia do Nordeste e a Associação aos Deficientes Inadaptados (Amizade 2000), são as entidades que se seguem na lista de apoio da Câmara do Nordeste, num apoio global de 10 mil euros, seguidos da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários através de um apoio de 6 mil euros.

Segue-se a área da educação, com a atribuição à Associação Cultural e Desportiva da EBS de Nordeste de um apoio de 5.300 euros, com a finalidade de apoiar a publicação especial dos 50 anos daquela escola no concelho.

 As Casas de Povo que têm atividade cultural a seu cargo também são apoiadas, sendo o apoio de 5.500 euros, estando aqui incluída a Associação Cultural de São José da Salga, que tem a seu cargo o grupo folclórico da freguesia.

Outras entidades que desenvolvem atividade recreativa, como o Clube Naval e a Associação Motard, assim como o piloto de ralis deste concelho, Davi Paiva, recebem um apoio global de 4 mil euros.

Os três agrupamentos de escuteiros locais recebem também um pequeno contributo financeiro do município de 1350 euros.

AA/CMN