Nordeste inaugura capela funerária da Vila do Nordeste

Os residentes da Vila do Nordeste passam a ter disponível uma capela funerária com as condições e a dignidade que desejavam há vários anos. A bênção e inauguração da capela, batizada de Capela Funerária do Divino Redentor.

O edifício apresenta espaços amplos e com os serviços adequados às suas funções, entre estes, sala de velório, zona de cozinha (equipada), sala de apoio ao pároco, dois sanitários (um deles adaptado a pessoas com dificuldade motora), uma ampla zona de exterior e de estacionamento, e interiores bastantes iluminados.

A capela hoje inaugurada resultou da beneficiação e ampliação de um edifício do município que se encontrava desativado, procurando-se dar uma nova utilidade ao edifício e ao mesmo tempo responder à necessidade de ser construída uma capela funerária na sede do concelho.

Na bênção e inauguração da capela, o presidente da Câmara do Nordeste, António Miguel Soares, referiu-se à contribuição que teve o ex-vice-presidente da autarquia, Luís Jorge Fernandes, então responsável pelo pelouro das obras e urbanismo, por ver no reaproveitamento do antigo edifício uma boa solução para a edificação da capela funerária.

Durante a bênção e inauguração, António Miguel Soares demonstrou a sua satisfação com o resultado final da obra realizada, esperando, agora, que vá ao encontro das expetativas da população da Vila do Nordeste.

Após a bênção e inauguração do edifício, a capela será entregue à Junta de Freguesia de Nordeste, através da celebração de um protocolo de cedência de utilização e de manutenção.

A Capela do Divino Redentor foi benzida pelo pároco Agostinho Lima, tendo-se associado ao ato o ex-vice-presidente da autarquia, o presidente da Assembleia Municipal, a Junta de Freguesia de Nordeste e o elenco camarário.

AA/CMN