Nordeste quer reposição do serviço de urgência e de internamento do Centro de Saúde

O presidente da Câmara Municipal do Nordeste abriu a comemoração dos 507 anos do concelho afirmando que o percurso dos últimos 4 anos do executivo municipal honra os antepassados ao pautar a sua ação e investimento na melhoria das condições de vida dos nordestenses, ao tornar o Nordeste um lugar apetecível ao investimento e à fixação dos jovens do concelho, mesmo com a contingência de um plano de reequilíbrio financeiro, e contando com a parceria das juntas de freguesia através da delegação de competências e no apoio às suas iniciativas.

1 MILHÃO DE EUROS EM PAVIMENTAÇÕES

O município investiu cerca de um milhão e meio de euros na asfaltagem de vias municipais em todas as freguesias, verba proveniente dos fundos próprios, melhorando de forma significativa a acessibilidade e circulação de pessoas, bens e serviços, beneficiando também o estado de conservação do património municipal.

DEVOLVER O BRILHO DOS JARDINS

António Miguel Soares sublinhou uma das principais preocupações deste executivo, de  “devolver o brilho e a apresentação do nosso concelho, repleto de belezas naturais que estavam ao abandono e eram alvo de contínuo desleixo, sendo um péssimo cartão de visita para quem recebemos”.

PROTOCOLO PARA EXECUÇÃO DE 75 HABITAÇÕES SOCIAIS

Em colaboração com o IHRU, Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana, no âmbito do processo Primeiro Direito, o município estabeleceu um protocolo que possibilitará a construção de habitações para cerca de 75 agregados familiares do concelho, beneficiando cerca de 240 pessoas, contando para tal com um financiamento de cerca de cinco milhões de euros.

ABASTECIMENTO DE ÁGUA A VÁRIAS FREGUESIAS

No âmbito da empresa municipal Nordeste Ativo, uma obra que vem beneficiar várias freguesias e vem reforçar o abastecimento de água da rede pública desde a freguesia da Achada até à Lomba da Fazenda, foi construída a Adutora das Anieiras, uma obra no valor de cerca de um milhão de euros.

AUMENTO DO PARQUE INDUSTRIAL

Quanto a projetos, António Miguel Soares referiu a fase de finalização do projeto para ampliação e melhoramento do Parque Industrial do Nordeste, cuja candidatura a fundos comunitários já está aprovada no valor de cerca de um milhão e meio de euros, “sendo uma obra que irá possibilitar a vinda de novas empresas para o concelho e melhorar as condições existentes para as que já se encontram fixadas, promovendo a criação de postos de trabalho e a fixação de jovens.”

Para o executivo municipal, estes investimentos representam um grande esforço, pois apesar de serem financiados em grande parte por fundos comunitários torna-se necessário assegurar uma percentagem de vários milhares de euros, que obriga a um planeamento estruturado de forma a cumprir com as medidas do reequilíbrio financeiro e com o equilíbrio orçamental municipal. António Miguel Soares salientou, também, que estas obras honram os compromissos assumidos aquando da sua eleição e tomada de posse.

ADJUDICADO O PROJETO PARA A BOCA DA RIBEIRA

A maior zona balnear do concelho, a piscina da Foz da Ribeira, voltou a ser apontada pelo executivo, por necessitar da intervenção do Governo Regional dos Açores, quer pela sua especificidade quer pelo custo que envolve, esperando a autarquia que  finalizado o projeto, que o município já adjudicou, e como já assumido pelo presidente do Governo Regional, o povo nordestense possa ter uma zona balnear de excelência.

REPOSIÇÃO DO SERVIÇO DE URGÊNCIA DO CENTRO DE SAÚDE

O presidente da câmara aproveitou a presença do presidente do Governo Regional para chamar a atenção para o Centro de Saúde do Nordeste e para o fecho do serviço de urgência e de internamento, pedindo ao chefe do Governo uma intervenção relativamente ao  estado de degradação em que se encontra, e que agora mereceu a atenção do Governo Regional dos Açores, assim como “repare o tremendo e enorme erro que se fez em 2014 e devolva a este concelho e à sua população a igualdade no acesso aos cuidados básicos de saúde”.

INSTITUIÇÕES QUE ESTIVERAM NA LINHA DA FRENTE AO COMBATE À PANDEMIA

Este aniversário do concelho em particular não poderia deixar de assinalar a situação crítica vivida pela pandemia Covid-19 que vitimou 14 utentes do Lar da Santa Casa da Misericórdia, “não se verificando maiores perdas de vida graças à cooperação entre a câmara municipal e várias instituições do nosso concelho, que desde a primeira hora souberam trabalhar em conjunto e de forma eficaz estar ao serviço da nossa população”, referiu António Miguel Soares.

Por esta razão, as instituições envolvidas no combate à pandemia foram alvo de reconhecimento da câmara municipal na celebração do aniversário do concelho, entre estas, a Polícia de Segurança Pública do Nordeste, a Amizade 2000, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Nordeste, a Escola Básica e Secundária do Nordeste, o Centro de Saúde do Nordeste e a Santa Casa da Misericórdia do Nordeste.

COLABORAÇÃO COM O IROA

Por último, António Miguel Soares salientou o papel fundamental da lavoura na economia de um concelho rural como o Nordeste, fazendo referência à cooperação já existente com o IROA, não só ao nível da rede de abastecimento de água à lavoura mas também na melhoria significativa dos caminhos e vias de acesso às pastagens, cuja manutenção e conservação tem estado, quase na sua totalidade, a cargo da câmara municipal e das juntas de freguesia através doa protocolos de delegação de competências.

O responsável do município terminou o discurso de aniversário agradecendo a presença do orador convidado para esta sessão solene, o Conselheiro de Estado Luís Marques Mendes, e a presidência da cerimónia pelo presidente do Governo Regional dos Açores.

AA/CMN