Novo Conselho Local de Desenvolvimento e Coesão Social vai reforçar intervenção articulada entre autarquia e IPSS

A Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada afirmou  que o diálogo e a cooperação entre a autarquia e as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) vai ser reforçada com o novo Conselho Local de Desenvolvimento e Coesão Social, cujo regulamento foi ontem aprovado por unanimidade em sessão extraordinária da Assembleia Municipal.

A Presidente da autarquia, que falava após uma visita à sede da Cresaçor, acompanhada por Paulo Mendes, Vereador com o pelouro do Desenvolvimento Social, e por Margarida Pais, chefe dos Serviços de Desenvolvimento Social da autarquia, exortou as IPSS a integrarem o Conselho Local, órgão consultivo que será formalmente apresentado em reunião a decorrer no início de julho com todas as IPSS com sede ou delegação no concelho para depois ser formalmente constituído.

A Cresaçor, Cooperativa Regional de Economia Solidária, “é um bom exemplo dos resultados que são possíveis alcançar através da cooperação e da parceria entre diferentes instituições”, sublinhou Maria José Lemos Duarte, explicando que o objetivo do novo Conselho Local de Desenvolvimento e Coesão Social é “potenciar a eficácia na intervenção e a eficiência nas respostas sociais”.

Durante a visita, conduzida pelo Presidente do Conselho de Administração da Cresaçor, Artur Martins, a autarca destacou o “contributo inestimável” da Cooperativa para a luta contra a pobreza e todas as formas de exclusão social, através de um “trabalho que visa a capacitação social, económica e cultural dos cidadãos”.

Maria José Lemos Duarte garantiu ainda que a Câmara Municipal de Ponta Delgada, “reconhecida da importante missão social da Cresaçor, está sempre disponível para aprofundar novas parcerias e modelos de cooperação com a Cooperativa, no âmbito daquelas que são as suas competências”.

A Cresaçor, fundada em 2000, com sede em Ponta Delgada, conta com 27 cooperadores distribuídos por 6 ilhas da Região e tem mais de 50 parceiros, dispondo de 10 equipas que atuam em áreas como empreendedorismo e microcrédito, inclusão pela cultura ou apoio aos migrantes.

AA/CMPD