“O Abraço da Cultura” leva cinema, teatro e música ao Corvo

O Orçamento Participativo dos Açores (OP Açores) promove, entre 16 e 22 de agosto, a realização de “O Abraço da Cultura”, uma iniciativa que dinamiza uma semana de cinema, de teatro e música, na ilha do Corvo, é que é produzida pela Secretaria Regional da Cultura, da Ciência e Transição Digital, através da Direção Regional da Cultura.

Nesse âmbito, serão dinamizadas cinco sessões de cinema ao ar livre, entre os dias 16 e 20 de agosto, sempre às 21h30, no Parque Municipal do Corvo, designadamente: no dia 16, “Raya e o Último Dragão”; dia 17, “Nomadland”; dia 18, “A Vida Invisível”; dia 19, “Jojo Rabbit”; e no dia 20, “1917”. 

No dia 21 de agosto, sábado, às 21h00, no Pavilhão Multiusos da Ilha do Corvo, será levada à cena a peça de teatro “Os Amores Encardidos de Padi e Balbina: uma dúbia estória do Revenge”, produzida pela Cães do Mar, uma estrutura profissional de artes performativas, sediada em Angra do Heroísmo, que apresenta uma visão ficcionada da posição dos Açores no ‘mapa-múndi’ na rota dos grandes acontecimentos.

“Das carreiras das Índias, Ocidentais e Orientais, porto seguro no regresso às metrópoles europeias, nas grandes guerras base indispensável ou simplesmente o obrigatório ponto de passagem para tantas embarcações, militares ou civis, ao longo de séculos”, refere a produção na sinopse do espetáculo teatral. 

Com interpretação de Ricardo Ávila e Hélder Xavier, a peça “Os Amores Encardidos de Padi e Balbina” conta com encenação e design de cena a cargo de Ana Brum e textos e coreografia das sequências de luta por Peter Cann.

No dia seguinte, dia 22 de agosto, domingo, pelas 21h00, igualmente no Pavilhão Multiusos da Ilha do Corvo, vai decorrer uma “Noite de Fados” com a atuação de Vera Brasil (fadista), Tiago Lima (guitarra clássica) e Evandro Meneses (viola de fado), acompanhados pela Filarmónica Lira Corvense e por tocadores do Grupo Folclórico e Etnográfico do Corvo, que interpretarão temas como a “Charamba da Terceira”, “Estranha forma de vida”; “Fadinho/Cheira bem”; “Senhor vinho”, “Valentim”; “Rua do Capelão”, entre outros.

De referir, que a Filarmónica Lira Corvense e os Tocadores do Grupo Folclórico e Etnográfico do Corvo frequentarão quatro dias de formação com os artistas e com o maestro Durval Festa, na preparação para o concerto.

Todos os eventos de “O Abraço da Cultura” são de caráter gratuito, nos quais vigoram regras de segurança e de prevenção pandémicas atualmente em curso.

AA/GRA