Período de candidaturas ao programa Gerações em Movimento abre a 9 de julho

O aviso de abertura de candidaturas ao programa Gerações em Movimento (GER-MOV), que visa financiar a aquisição de viaturas que venham a consolidar e alargar a atividade desenvolvida pelas IPSS e Misericórdias, foi hoje publicado em Jornal Oficial.

Esta fase de candidaturas, referente ao ano de 2021, decorre entre 9 e 23 de julho, estando os diversos elementos informativos e formulário de candidatura disponíveis.

A comunicação dos resultados ocorrerá nos 10 dias úteis seguintes ao apuramento da lista final de instituições que beneficiarão deste apoio, sendo que o prazo de conclusão da análise das candidaturas está fixado até 31 de agosto.

O Programa Gerações em Movimento, promovido pela Vice-Presidência do Governo e estabelecido na Resolução do Conselho do Governo n.º 152/2021, de 24 de junho, tem por finalidade reforçar o apoio do Governo Regional às IPSS, Misericórdias e entidades equiparadas, que constituem a rede de solidariedade social da Região Autónoma dos Açores e que contribuem para uma maior coesão social e inclusão dos vários públicos.

Este programa, anunciado pelo Vice-Presidente do Governo dos Açores a 21 de junho, conta com uma dotação global de 3,5 milhões de euros e representa um investimento significativo da Região na mobilidade sustentável de base elétrica no setor social. Esta dotação global é distribuída por cinco anos, sendo que em 2021 a dotação será de 400 mil euros.

“Ao longo dos próximos cinco anos, as IPSS e Misericórdias da Região contarão com um apoio do Governo para a aquisição de viaturas, que são úteis ao cumprimento da sua missão diária. Estamos empenhados em cooperar de forma leal com as instituições, correspondendo àquelas que são as suas expetativas e necessidades”, frisa Artur Lima.

“O Programa Gerações em Movimento alicerça-se não só na perspetiva de as instituições poderem alargar a sua capacidade de ação junto dos seus utentes, como também impulsiona a sustentabilidade ambiental e a mobilidade elétrica”, conclui o Vice-Presidente.

AA/GRA