Ponta Delgada inaugurou na Região um novo “modo de ser e estar na governação pública

A Presidente da Câmara Municipal afirmou que, no domínio da democracia participativa, “Ponta Delgada liderou e inaugurou na Região um modo de ser e de estar na governação pública que incentiva o diálogo com os cidadãos”, ao instituir o Orçamento Participativo de Ponta Delgada (OP) com caráter deliberativo.

Maria José Lemos Duarte, que falava na inauguração e entrega do projeto de requalificação do espaço envolvente ao edifício polivalente de Capelas, relativo à 6.ª edição do Orçamento Participativo de Ponta Delgada (2019/2020), frisou que esta é mais uma obra que “resulta da política de proximidade seguida pela autarquia”.

“A política de proximidade é ouvir os cidadãos e as forças vivas, identificar e valorizar as suas necessidades, expetativas e anseios, e procurar boas soluções face aos meios e aos recursos disponíveis”, afirmou a autarca, para dar “público testemunho da dedicação” com que os residentes de Capelas se têm envolvido no OP.

A obra agora inaugurada, orçada em 75 mil euros, surgiu a partir de uma ideia proposta pelos cidadãos de Capelas no âmbito do OP. Foi criada uma praça multiusos com palco, o que reforça a versatilidade deste espaço para fins culturais e sociais. Os acessos ao Polivalente também foram requalificados, em particular os acessos para pessoas com mobilidade reduzida, eliminando obstáculos.

“Defendemos que o investimento público municipal deve estimular e alavancar o processo de desenvolvimento em curso em cada uma das 24 freguesias do nosso concelho, reforçando a sua atratividade para quem cá vive e também para quem procura fixar residência entre nós”, declarou a autarca.

Foi neste pressuposto que o Município de Ponta Delgada executou, nos últimos quatro anos, um montante global de mais de 602 mil euros em obras nas Capelas, a que se soma a transferência de cerca de 400 mil euros para a Junta de Freguesia, onde se inclui o reforço, em 2020 e este ano, para ampliar a capacidade da Junta de Freguesia de Capelas na sua intervenção e resposta local à pandemia de Covid-19.

“A Vila de Capelas terá sempre na Câmara Municipal de Ponta Delgada um parceiro estratégico para o seu desenvolvimento e crescimento”, concluiu a Presidente, agradecendo aos proponentes da obra e a todos os colaboradores do Município de Ponta Delgada envolvidos na sua boa execução.

Estiveram presentes na inauguração, entre outros, o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, Pedro Furtado; o Presidente de Junta Freguesia de Capelas, Rui Sousa, também proponente da proposta apresentada e agora executada pela autarquia; e Norberto Costa, proponente.

Rui Sousa aproveitou a ocasião para afirmar que o OP de Ponta Delgada tem sido uma “mais-valia para as Capelas”, congratulando a autarquia pela iniciativa. No caso desta obra agora entregue, o presidente da Junta considerou que a mesma contribui para dignificar a zona central da freguesia, destacamento as melhorias no pavimento, acessibilidades e a criação da nova praceta, num projeto em harmonia com o jardim.

AA/CMPD