Praxe na UAc acolheu cerca de duas centenas de estudantes na Receção ao Caloiro

A Universidade dos Açores integra variados grupos recreativos. De entre tunas, núcleos de estudantes, a Associação Académica e as atividades de praxe, os estudantes têm à sua disposição um variado leque de possibilidades para se integrar e se familiarizar com a vida académica. A UAc é, de facto, uma instituição que oferece muito mais do que apenas conhecimento técnico e científico, oferece também inúmeras oportunidades de interação, para que o estudante possa socializar, fazer amizades, criar contactos, enriquecer a sua comunicação interpessoal e sentir-se membro efetivo da nossa Academia.

No passado dia 8 de outubro, deu-se lugar à Receção ao Caloiro, organizada pela Comissão de Veteranos da Praxe da Universidade dos Açores, um evento que tem o propósito de iniciar os corajosos novos estudantes que escolhem a Praxe para se integrar na vida da Academia. Marcou presença a Magnífica Reitora, Doutora Susana Mira Leal, o Vice-Reitor para Estudantes, Alumni, Cultura e Bem Estar, Doutor Adolfo Fialho, a Presidente da Direção da Associação Académica da Universidade dos Açores Dra. Daniela Faria. Marcou também presença o fundador da Praxe na Universidade dos Açores, docente da Faculdade de Ciências Tecnológicas, recentemente aposentado, Doutor António Martins, que recordou os seus momentos de juventude quando, juntamente com alguns colegas seus, decidiu trazer o conceito de Praxe para a Universidade dos Açores, com o propósito de que os novos estudantes que ingressavam nesta mui nobre casa tivessem um meio para se integrar. Como meio para alcançar essa finalidade, o evento não foi apenas uma mera cerimónia, foi também palco para um aliciante porco no espeto, que fez as delícias de toda a Comunidade Académica.

Este memorável dia foi apenas o início da quinzena dedicada ao caloiro na UAc, sendo que, até dia 22 de outubro, todos poderão aproveitar os momentos de praxe que a Comissão de Veteranos preparou para eles. Poderão cumprir várias etapas e os desafios colocados pelos Veteranos, obviamente, sempre zelando pelos princípios e desígnios que os seus fundadores delinearam, quando iniciaram a praxe nos Açores.

AA/UAc