Presidente do Governo enaltece diáspora plenamente integrada no Canadá

O Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, enalteceu a forma como a diáspora açoriana se adaptou ao Canadá, país multicultural, “que sabe acolher, receber” e é uma “referência para o mundo democrático” pela sua defesa da “paz, tolerância e bom acolhimento”.

José Manuel Bolieiro falava à margem da 39.ª gala anual da Federação de Empresários e Profissionais Luso-Canadianos, evento do qual foi o convidado de honra e que reconheceu líderes comunitários e empresários, tendo sido distribuídas ainda algumas dezenas de bolsas de estudo a alunos lusodescendentes.

“Esta gala não só faz o reconhecimento do mérito e dos profissionais de sucesso como dá bolsas de estudo aos que se valorizam na escola e são o nosso futuro coletivo”, considerou o governante.

Depois, dirigindo-se aos jovens presentes na sessão, disse: “Não esqueçam a origem dos vossos pais e avós e venham descobrir os Açores como terra de turismo mas também de oportunidades de negócio”.

No sábado de manhã, José Manuel Bolieiro visitou, em Toronto, a exposição fotográfica comemorativa dos 500 anos dos Romeiros de São Miguel e dos 30 anos dos Romeiros do Canadá.

Este domigno, o Presidente do Governo Regional dos Açores desloca-se ao Festival Multicultural Carassauga 2022, visitando os espaços de Portugal e dos Açores no certame, e promoverá ainda um encontro com entidades representativas das comunidades açorianas da Província na Casa dos Açores do Ontário.

Na visita ao Canadá está também presente o Diretor Regional das Comunidades, José Andrade.

A emigração de açorianos para o Canadá só foi possível em 1953, após a assinatura de acordos bilaterais entre Portugal e este país, sobre a entrada de emigrantes. No entanto, o contacto dos açorianos com o Canadá remonta ao período da “descoberta” do continente norte-americano.

Apesar de os pioneiros (designação para os primeiros emigrantes portugueses no Canadá, em 1953) terem desembarcado no porto de Halifax, na província da Nova Escócia, estes acabariam por se fixar nas províncias de Ontário e Québec, bem como na British Columbia, exercendo funções na área da agricultura, construção civil, caminhos-de-ferro e serviços.

Atualmente, as comunidades açorianas residentes no Canadá situam-se na província do Ontário, na cidade de Toronto e arredores, no Quebeque, nas cidades de Montreal e arredores, na British Columbia, em Vancouver, encontrando-se também em Kitimat no extremo norte desta província, em Manitoba, na cidade de Winnipeg, e em Calgary, Edmonton e Victória, na província de Alberta.

AA/GRA