Primeira fase da obra da Escola Básica Integrada de Capelas estará concluída no final de março

Segundo afirmou a Secretária Regional da Educação “estamos numa fase de conclusão da primeira etapa do projeto desta obra e que estará concluída ainda no final de março, segundo garantia do empreiteiro, para que os alunos possam arrancar com as aulas, e dar seguimento à segunda fase da obra”.

Sofia Ribeiro falava durante uma visita à Escola Básica Integrada de Capelas, onde se fez acompanhar pela Secretária Regional das Obras Públicas e Comunicações, na sequência de um pedido do Conselho Executivo, para se inteirar da situação da obra da Escola das Capelas.

No local, a governante constatou que existem alguns problemas a nível de projeto, “aos quais o Governo Regional é totalmente alheio, e que constam de um caderno antigo de reivindicações por parte do Conselho Executivo, da Assembleia de Escola e por parte da Associação de pais”.

Sofia Ribeiro não adiantou a quantificação de custos adicionais, afirmando que a partir de agora, “a Secretaria das Obras Públicas vai passar a ter prioridades muito bem definidas, e só depois poderemos analisar qual será a melhor resposta” para todas as questões relacionadas com o projeto da obra na Escola das Capelas”, inclusive a questão dos balneários e o subdimensionamento da zona de refeitório, que “foi projetado para dar resposta apenas aos alunos deste edifício, quando esta escola oferece refeições a toda a costa noroeste”.

Após ser questionada sobre o amianto presente na escola, a titular da pasta da Educação assumiu que essa preocupação da comunidade, que correspondia inclusivamente a orientações da União Europeia, está a ser provida, e que “os problemas efetivos são com as questões não projetadas ou mal projetadas e que agora não estão a ser resolvidas”, mas estão em análise.

AA/GRA