PSP na estrada com a operação “Ao volante, o telemóvel pode esperar”

A Polícia de Segurança Pública (PSP) lança até a 30 de maio de 2022, a Operação | Ao volante, o telemóvel pode esperar, inserida no Plano Nacional de Fiscalização 2022.

O novo Plano Estratégico de Segurança Rodoviária 2021-2030 – VisãoZero2030, em aprovação, mantém-se alinhada com os objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, com a Segunda Década de Ação da ONU para a Segurança Rodoviária 2021-2030 e que visa implementar a abordagem do Sistema Seguro, ou seja, sem desresponsabilizar o condutor, coloca o foco nos outros dois intervenientes do sistema: o veículo e a infraestrutura, de forma a eliminar as consequências graves dos acidentes rodoviários, tornando o sistema rodoviário mais autoexplicativo e tolerante.

Assim, a fiscalização rodoviária da PSP irá se focar, de forma permanente e intensiva, nos comportamentos de risco, principalmente sobre condutas que têm elevada prevalência e maior impacto na sinistralidade rodoviária, nomeadamente nas infrações graves e muito graves, e assim reforçar o papel da PSP na esfera das Políticas de Segurança Rodoviárias Nacionais e Europeias, devendo incidir prioritariamente sobre:

(a)  Cintos e sistemas de retenção

(b)  Uso indevido Telemóvel

(c)  Álcool

(d)  Velocidade

As ações de fiscalização serão sustentadas num policiamento orientado, de forma a maximizar a segurança rodoviária, dirigidas aos comportamentos de risco dos condutores, condutas e infrações que comprovadamente mais contribuem para a sinistralidade rodoviária, em particular os despistes, o uso indevido do telemóvel, o desrespeito da obrigação de parar imposta pela luz vermelha de regulação do trânsito, a condução sob influência do álcool e substâncias psicotrópicas, a não utilização de capacete de proteção, não sinalização de manobras, ultrapassagens irregulares, entre outras.

Neste sentido, a PSP enquanto força de segurança com competência em matéria da segurança rodoviária, urge dar continuidade aos níveis de empenhamento operacional, por forma a garantir o cumprimento das disposições legais, promovendo e garantindo a segurança rodoviária, designadamente através do reforço e otimização das ações de sensibilização e da fiscalização rodoviária.

AA/PSP