Requalificação do pavilhão desportivo da EBS de Santa Maria

A Secretária Regional da Educação e a Secretária Regional das Obras Públicas e Comunicações assinaram a consignação da requalificação do pavilhão desportivo da Escola Básica e Secundária de Santa Maria. 

A Secretária das Obras Públicas e Comunicações, Ana Carvalho, começou por avançar, na Ilha de Santa Maria, que a intervenção tem um investimento de cerca de 1,8 milhões de euros e “pretende garantir a profunda reabilitação e reformulação do pavilhão gimnodesportivo, dado o seu estado geral de degradação”.  

A titular da pasta das Obras Públicas e Comunicações apelou “ao rigoroso cumprimento, por parte do empreiteiro, do caderno de encargos e do prazo de execução da empreitada”. 

“A requalificação deste pavilhão e consequente retoma na sua utilização constituirá uma muito significativa mais-valia para a comunidade educativa da Vila do Porto, para os seus professores e alunos, assim como para a prática desportiva”, reforçou Ana Carvalho.  

A Secretária da Educação, Sofia Ribeiro, ressalvou por sua vez que o projeto vai permitir que “a Escola de Santa Maria possa dar cumprimento à totalidade do seu projeto pedagógico”.

De acordo com Sofia Ribeiro, esta escola foi há dois anos “obrigada a suspender as atividades desportivas no recinto escolar devido à degradação dos espaços e dos equipamentos desportivos”. 

Por esse motivo, a titular da pasta da Educação considera de “absoluta necessidade e imperiosidade” iniciar com a requalificação deste pavilhão. 

“Não é admissível que uma escola, ainda para mais a única escola de uma ilha, não disponha de instalações desportivas desde 2019”, criticou, acrescentando ter sido este o cenário com que “o atual Governo Regional se defrontou”. 

Para a governante, “não bastava fazer o projeto, que é do governo anterior; era preciso concretizá-lo”. 

A Escola Básica e Secundária de Santa Maria vai assinalar, no próximo ano, 50 anos de existência e segundo a Secretária Regional da Educação, “não sofre intervenções de fundo há cerca de 20 anos”.  

As obras de requalificação do pavilhão gimnodesportivo arrancam ainda no mês de janeiro, têm um período de execução de 270 dias e utilizarão apenas investimento do Governo Regional.  

AA/GRA