Resíduos para reciclagem crescem 7,5 % em 2020

Em 2020 verificou-se uma redução de produção de resíduos na ordem de 0,50%, sendo que os recicláveis registam, por seu turno, um crescimento de 7,52%. A MUSAMI faz assim um balanço positivo, tendo em conta que a tendência que vem a consolidar-se nos últimos anos revela uma maior consciencialização por parte dos cidadãos em matéria da separação de resíduos.

O papel continua a ser o material que os micaelenses mais separaram em 2020 a atingir 4300 toneladas, seguindo-se o plástico com 2319 toneladas, e por fim o vidro com 2056 toneladas. Os resíduos de jardim mantêm a evolução crescente desde 2009, atingindo as 11 mil toneladas.

A aposta na separação de resíduos continua em 2021, preparando-se a MUSAMI para novos desafios, como a recolha de resíduos orgânicos, com projetos em curso como as Centrais de Tratamento Mecânico e Biológico de Resíduos, e que implicam um investimento da ordem de 10 milhões de euros, ambos cofinanciados pelo POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos.

O trabalho de sensibilização ambiental prossegue noutros moldes, com maior incidência nos meios digitais. A MUSAMI continua disponível para ações junto de empresas e estabelecimentos de ensino via online, tal como sucedeu em 2020.

AA/Musami