Ribeira Grande investe na beneficiação de habitações degradadas

A Câmara da Ribeira Grande tem mantido as políticas de apoio à recuperação de habitações degradadas, um investimento que tem permitido que muitas famílias carenciadas possam proceder a obras diversas nas suas moradias, elevando assim o conforto das mesmas.

O presidente da autarquia, Alexandre Gaudêncio, visitou algumas das obras em curso nas freguesias da Matriz e Santa Bárbara, acompanhado pela vice-presidente, Tânia Fonseca, constatando nos locais as melhorias introduzidas nas habitações.

“Apesar da pandemia e de termos sido forçados a redefinir prioridades, o apoio à habitação degradada continuou a ser uma das nossas prioridades e isso percebe-se facilmente pelo trabalho que temos desenvolvido ao longo do ano 2020, durante o qual aprovamos quase sessenta pedidos de apoio num total de investimento a rondar os 90 mil euros”, disse.

O edil realçou que a prioridade tem sido dada a “obras de beneficiação em habitações de casais jovens com filhos e de poucos recursos financeiros ou idosos cujas casas necessitam de adaptações que facilitem a mobilidade e o conforto.”

Para além disso, acrescentou, “também temos realizado intervenções em habitações de pessoas portadoras de deficiência, avançando com adaptações que aumentam o seu grau de independência ao nível da mobilidade, como sejam rampas, corrimões ou casas de banho adaptadas”, acrescentou.

As obras traduzem-se num elevar das condições de vida das pessoas, tendo Alexandre Gaudêncio realçado que “não podemos continuar a permitir que crianças ou pessoas idosas que não têm meios para fazer face às obras que as suas habitações necessitam, aguardem vários anos por uma resposta ao pedido de apoio”.

A ação social, neste caso em concreto, o apoio à habitação degradada, “é uma prioridade nossa e continuaremos a trabalhar para melhorar as condições de vida de quem mais precisa”, vincou o presidente da Câmara da Ribeira Grande.

AA/CMRG