São Jorge é o destino da lua-de-mel das noivas e noivos de Santo António

A Secretaria Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas destaca, com particular satisfação e entusiasmo, o inexcedível trabalho de parceria estabelecido entre o Governo dos Açores e a Câmara Municipal de Lisboa na associação da ilha de São Jorge aos Casamentos de Santo António 2022.

“Este foi um desafio acolhido, desde a primeira hora, com grande empenho e diligência, pela comunidade jorgense e por uma ampla equipa de trabalho onde se incluem os municípios de Velas e Calheta”, afirma Berta Cabral, Secretária Regional da tutela, acrescentando que “este movimento liderado pela Direção Regional do Turismo não se tem poupado a esforços para garantir uma lua-de-mel de sonho, numa ilha de rara beleza, a 16 casais recém-casados”.

A dimensão popular e a relevância dos Casamentos de Santo António conferem, junto do maior mercado emissor para a região (o mercado nacional), uma “excelente oportunidade para incrementar a notoriedade do destino Açores e, em particular, de São Jorge, funcionando como um incentivo à visitação já este verão”, argumenta ainda.

As particularidades da ilha – da cultura ao queijo, das fajãs Reserva da Biosfera da UNESCO às piscinas naturais e às majestosas cascatas – estabelecem, em São Jorge, um destino diferenciado, com condições de excelência para proporcionar uma experiência inesquecível em segurança, e demonstrar que os Açores têm muito para oferecer a quem visita cada uma das nove ilhas.

No ano em que se comemoram 25 anos de organização, os Casamentos de Santo António foram realizados a 12 de junho, no âmbito das comemorações das festas populares de Santo António e na véspera do feriado municipal de Lisboa.

AA/GRA