São Roque do Pico com plano e orçamento de 6 milhões 362 mil euros para 2021

A Câmara Municipal de São Roque do Pico aprovou em reunião ordinária o Orçamento e as Grandes Opções do Plano para o ano de 2021 com um montante global de 6 milhões 362 mil e 94 euros.

Aprovado com três votos a favor dos elementos do PS e dois contra da bancada do PSD, o Plano e o Orçamento de São Roque do Pico assentam na apresentação de contas equilibradas resultado de uma gestão rigorosa e criteriosa que tem vindo a ser praticada pelo atual executivo presidido por Mark Silveira. Exemplo disso é o facto de a Câmara alocar no Orçamento do próximo ano mais de 1 milhão e 300 mil euros das receitas correntes para investimento, fazendo com que essas despesas sejam praticamente equivalentes às de capital.

Além da gestão rigorosa, os documentos dão prioridade à conclusão de compromissos assumidos com os munícipes e que assentam na concretização física de um conjunto alargado de obras e ações programadas para o presente mandato e que pretendem contribuir para o desenvolvimento do concelho e alavancar a economia local. Continuarão, também, a dar especial atenção às políticas sociais com o objetivo de apoiar os cidadãos e as famílias, principalmente os que precisam de uma solução urgente em resposta aos reflexos negativos provocados pela pandemia de covid-19.

O Presidente da Câmara Municipal de São Roque do Pico assegura que o Orçamento para 2021 é um documento com “visão de futuro e foi elaborado a pensar no desenvolvimento do concelho e na melhoria da qualidade de vida dos munícipes, sem descurar o impacto que a pandemia pode provocar na economia local”.

As obras da Praceta dos Baleeiros e de Requalificação e Ampliação do Largo da Igreja de Santo António absorvem a maior fatia, com um valor global de 1 milhão 140 mil euros, seguindo-se a empreitada em curso de adaptação da antiga Casa dos Médicos a Incubadora de Empresas, com 465 mil euros; a requalificação da zona entre o Farol e a Poça Branca, na Prainha, com 407 mil euros; e a conclusão de empreitada de abastecimento de água à zona de adegas do Cabrito, em Santa Luzia, com 260 mil euros.

No Orçamento estão igualmente inscritas verbas para se avançar com um significativo investimento na aquisição de equipamentos para a deposição e transporte de resíduos sólidos urbanos, cujo concurso público já está a decorrer; bem como para o lançamento de novo concurso que permitirá concluir os trabalhos de infraestruturação do Parque Empresarial de Santo António, um projeto que foi abandonado pelo antigo empreiteiro.

No setor das águas será lançado um novo concurso público para a abertura de três novos furos de captação subterrânea para abastecimento doméstico e iniciado o processo de remodelação da rede de águas e de construção de reservatórios.

O apoio às Juntas de Freguesia será igualmente uma das principais preocupações a ter em conta pelo executivo municipal em 2021, dando, assim, seguimento ao que tem sido praticado nos últimos anos. Nesse âmbito durante o próximo ano serão mantidos os acordos de execução de delegação de competências e contratos interadministrativos com as Juntas de Freguesia no valor de 120 mil euros, que representam um importante contributo para a promoção de diversas ações e resolução de problemas nas cinco localidades do concelho.

Depois de aprovados em reunião de Câmara, o Plano e o Orçamento serão submetidos, antes do final do mês, à apreciação e votação da Assembleia Municipal.

AA/CMSRP