Secretaria das Obras Públicas celebra protocolo com a AICOPA para dinamização da construção civil

A Secretária Regional das Obras Públicas e Comunicações assinou um Protocolo de Colaboração com a Associação dos Industriais de Construção Civil e Obras Públicas dos Açores (AICOPA), com vista à dinamização do setor da construção civil.

Com esta parceria com a AICOPA, o Governo Regional dos Açores ambiciona que sejam criadas as condições para a atualização de conhecimentos profissionais e o aprofundamento do conhecimento técnico e científico por parte do tecido empresarial regional do setor, de forma a contribuir para a sua inovação e para uma melhoria dos serviços prestados.

Este protocolo permitirá intensificar e consolidar a cooperação já existente com grande relevância no âmbito do setor da construção civil e obras públicas da Região, considerando as competências e o papel fundamental que a AICOPA tem vindo a desempenhar no apoio e dinamização dos técnicos e entidades associadas, bem como no desenvolvimento e progresso da atividade de construção civil nos Açores.

A operacionalização destes objetivos será assegurada pela Secretaria Regional das Obras Públicas e Comunicações, através do Laboratório Regional de Engenharia Civil (LREC), já conhecido pelas suas atribuições de apoio técnico e controlo de qualidade de materiais de construção, assim como a divulgação do conhecimento científico e tecnológico no domínio da Engenharia Civil, como resposta às necessidades dos técnicos e profissionais da Região Autónoma dos Açores.

A colaboração a desenvolver no âmbito deste protocolo terá como objetivo a valorização recíproca, nomeadamente nos domínios da investigação, da prestação de serviços, do desenvolvimento de projetos, na realização de estágios curriculares e profissionais, cursos de formação específica e outras ações que se considerem pertinentes e de interesse mútuo.

Neste quadro, pretende-se que este seja um instrumento de validação da autonomia insular do setor na Região, considerando os interesses recíprocos de resposta às necessidades identificadas e adaptadas à realidade em que nos encontramos, antevendo-se um intercâmbio de conhecimento, experiências e recursos úteis ao enriquecimento científico e técnico do setor da Região.

A iniciativa terá a duração inicial de dois anos, podendo ser prorrogado por iguais períodos de tempo, caso as partes assim o desejem.

Durante a apresentação do protocolo, a Secretária Regional das Obras Públicas e Comunicações adiantou ainda que “o Presidente do Governo Regional já deu o despacho de declarar a AICOPA como instituição de utilidade pública, que era um desejo muito antigo e que conseguimos concretizar”.

AA/GRA