Secretário Regional da Saúde e Desporto determina ação inspetiva sobre vacinação contra a Covid-19

O Secretário Regional da Saúde e Desporto determinou uma ação inspetiva, a cargo da Inspeção Regional da Saúde, no sentido de apurar se houve administrações indevidas de vacinas contra a Covid-19, durante a primeira fase de vacinação.

Numa declaração emitida em Angra do Heroísmo, Clélio Meneses afirmou que a iniciativa vai no sentido de “acabar com qualquer suspeição e responsabilizar quem tiver de ser responsabilizado”. Para o governante, “é necessário que os focos todos de atenção relativa ao combate à pandemia se fixem no sucesso que temos tido até agora”.

Sobre as questões polémicas dos últimos dias, Clélio Meneses referiu que o Plano Regional de Vacinação foi homologado a 30 de dezembro passado, com critérios “claros e objetivos” e definia que “os utentes dos Lares e respetivos funcionários teriam prioridade na administração da vacina. Contudo – sublinhou – percebeu-se que havia de ir além do que estava definido, e foi clarificado que os membros dos órgãos sociais não estariam dentro do nível dos prioritários”.

O Secretário Regional da Saúde e Desporto confirmou que a ação inspetiva é sobre todo o plano de vacinação “para evitar que os rumores contaminem um processo que se pretende transparente”. E anunciou a elaboração de um plano complementar, para excedentes de doses de vacina, documento que define, neste caso, quem serão os vacinados.

AA/SRSD