Simulacro testa Plano de Emergência no Parque de Combustíveis do Pico

O acidente fictício começa com a explosão de uma bateria do veículo Cisterna, que acabou de fazer uma trasfega, com resultado a deflagração de um incêndio… Assim começou o simulacro realizado no dia 17 de fevereiro, este que permitiu testar o Plano de Emergência Interno (PEI) do Parque de Combustível da ilha do Pico, organizado pelo chefe coordenador Márcio Areia.

Envolvendo vários elementos (um motorista da J.H. Ornelas, seis operadores da BENCOM, oito Bombeiros e dois agentes da PSP), o chefe coordenador do PEI, três técnicos responsáveis pela Segurança Interna da BENCOM e dois veículos dos Bombeiros Voluntários de São Roque do Pico (BVSRP), e uma viatura da Polícia de Segurança Pública. O simulacro testou a resposta e a coordenação dos operadores da BENCON como também os meios dos Bombeiros Voluntários de São Roque do Pico e a Polícia de Segurança Pública, também houve participantes na qualidade de ‘observadores’ e ‘convidados’ de Entidades, Serviços e Organizações.

Para o Presidente da Câmara de São Roque do Pico, na qualidade de Presidente da Comissão Municipal de Proteção Civil (CMPC), foi um teste com bastante sucesso e defende que ‘é como estes exercícios que vamos obter melhor preparação’ para acidentes que possam ocorrer.

Este exercício implicou um corte rápido na circulação rodoviária na Rua do Cais, para a entrada e saída dos veículos dos BVSRP.

Para o Engenheiro Alberto Abreu (gestor de segurança da BENCON) o simulacro que teve como objetivo principal testar a capacidade de resposta dos meios internos e externos no caso de incêndio, elogiou a rapidez dos Bombeiros, agradeceu a presença de todos. Frisou que há um grande investimento neste Parque do grupo, enalteceu que o Parque tem as condições para uma situação real. Em conclusão o simulacro acabou com bastante sucesso de todas as partes envolvidas.

AA/CMSRP