Teatro Micaelense abre com música contemporânea em outubro

O Teatro Micaelense vem retomando a sua atividade, desde setembro, estando previsto que o mesmo continue a acontecer no mês de outubro. Assim, logo no 2º dia do próximo mês, é a vez do Coral de São José subir ao palco para apresentar “O cancioneiro português nos nossos tempos”, no qual se incluem obras de compositores como Zeca Afonso, Fernando Lopes Graça e Eurico Carrapatoso.

A 5 de outubro, pelas 17h00, tem lugar o lançamento do livro de homenagem a Mário Mesquita: “A Liberdade por Princípio. Estudos e Testemunhos em homenagem a Mário Mesquita”. Trata-se de um livro publicado sob a chancela das Edições Tinta-da-China, que reúne cerca de setenta colaboradores, entre colegas, amigos e antigos alunos do homenageado.

A 7 de outubro, pelas 21h30, o Teatro Micaelense acolhe o concerto de abertura do Festival Clarinando, com a Filarmónica Nossa Senhora das Neves e os solistas Valter Ponte, Hélia Varanda, Carmino Melo e Paulo Gaspar, que apresentarão um programa eclético, com obras dos séculos XX e XXI, para clarinete e orquestra de sopros.

A 9 de outubro, pelas 21h30, Palcomédia junta em palco Hélder Medeiros, Rúben Branco, João Nuno Gonçalo, Tiago Rosa e Valquírio Barcelos para uma noite de comédia stand-up.

A 17 de outubro, é a vez do concerto da Lira Nossa Senhora da Estrela, que resulta de um estágio de 4 dias, com o Maestro Paulo Martins.

A semana de 20 a 27 de outubro é dedicada ao cinema. A 20, será o International Film Tour, para todos os apaixonados por aventuras no mar, desportos aquáticos e questões ambientais; entre 21 e 24 de outubro, “Imprópria – Mostra de Cinema de Igualdade do Género”, uma iniciativa inserida no âmbito das comemorações do Dia Municipal da Igualdade de Género. A 27 de outubro, as “Noites de Cineclube”, que trarão ao Teatro Micaelense: “Nomandland, Sobreviver na América”, de Chloé Zhao, uma história de resiliência e resistência a tempos difíceis numa América devastada por um colapso económico.

O mês encerrará como abrirá, com música. O Teatro volta a ser um dos palcos do Azores Festival, realizando-se 2 concertos nesta sala. No primeiro dia (29 de outubro), Barry Guy (contrabaixo) com Izumi Kimura (piano) e com Maya Homburguer (violino). No segundo dia (30 de outubro), John Blum (pianista) e Bertl Mütter (trombone).

Os bilhetes para todos estes eventos estão disponíveis em teatromicaelense.bol.pt e na bilheteira do Teatro Micaelense, aberta de terça-feira a sábado, entre as 13h e as 18h00, exceto nos dias de espetáculo (das 16h30 às 21h30).

No caso da sessão Noites de Cineclube, de 27 de outubro, os vales solidários Noites de Cineclube poderão também ser trocados por bilhetes, na bilheteira do Teatro Micaelense.

AA/GRA