Tomada de posse dos novos órgãos sociais da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Franca do Campo

A cerimónia de tomada de posse dos novos órgãos sociais da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Franca do Campo, ilha de São Miguel, (eleitos a 28 de janeiro), teve lugar no auditório do Centro Cultural de Vila Franca do Campo.

Os elementos que compõem os novos órgãos sociais da AHBVVFC são os seguintes:

– Mesa da Assembleia Geral:

Eng.º Vitor Couto (Presidente)

Bruno Paiva (Vice-presidente)

Germana Torres Mota (Secretária)

– Direção:

Rui Carvalho e Melo (Presidente)

João Teixeira (Vice-presidente)

Filipa Borges Costa (Secretária)

Pedro Cabral (Tesoureiro)

José Eduardo Costa

João Fanfa

Sabrina Furtado

Mário Rui Braga

Pedro Medeiros

Edgardo Madeira

– Conselho Fiscal:

Henrique Resendes (Presidente)

João Madeira (Vice-presidente)

Luís Correia

António Calouro

Mário Jorge Correia

Na cerimónia, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca do Campo desejou as maiores felicidades e sucessos aos novos órgãos sociais da AHBVVFC e afirmou que a Autarquia está e estará sempre disponível para dialogar e cooperar com todas as instituições, defendendo que a parceria entre Município, Governo Regional e Associação é virtuosa e permite trazer ganhos à AHBVVFC, que é indispensável para Vila Franca do Campo.

Ricardo Rodrigues informou que a Câmara Municipal já solicitou a baixa do IMI para os bombeiros da AHBVVFC, bem como às associações do Concelho que prestam relevante serviço à comunidade e cujos elementos das direções não recebem vencimento naquela atividade, sendo que o assunto está a ser tratado por especialistas, por não ser juridicamente fácil.

Mais disse que, não se devendo banalizar as distinções honoríficas, sendo merecedora de tal distinção, não tinha dúvidas em propor, em próxima reunião de Câmara, distinguir a Associação com a Medalha de Ouro Municipal.

Por sua vez, o Presidente da Direção da AHBVVFC demonstrou uma “vontade forte em transformar as dificuldades em oportunidades”, assumindo como alguns dos principais desafios da nova Direção aproximar a Associação aos sócios e bombeiros, diligenciar parcerias com entidades públicas e privadas; fomentar o regresso de sócios “inativos” e angariar novos associados; rever os estatutos; criar o conselho consultivo; apostar na transição para o digital; renegociar os fornecimentos à Associação, na procura de manter a qualidade com menos custos; colaborar com todas as associações de bombeiros da ilha e da Região, visando partilhar experiências e ampliar e melhorar a ação; melhorar com participação ativa a Federação dos Bombeiros do Açores e o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores; pugnar pela urgência na aprovação, publicação e entrada em vigor do Estatuto do Bombeiro.

Rui Carvalho e Melo aproveitou também a ocasião para solicitar uma decisão do Governo Regional quanto ao quartel do bombeiros, se este será ampliado, remodelado ou se será construído um novo e defendeu a revisão dos requisitos necessários para se ser bombeiro voluntário.

Já o Presidente do Governo Regional deixou o compromisso de uma parceria “tripartida” entre Tutela, Município e a AHBVVFC, bem como acolheu positivamente a sugestão do presidente da Associação, com vista à realização em Vila Franca do Campo de um próximo simulacro, que ajuda a formar e testar as capacidades instaladas.

Para além disso, garantiu estar atento à boa adequação de um futuro Estatuto do Bombeiro nos Açores e assumiu o compromisso de saber o ponto de situação do estudo referente ao quartel dos bombeiros e perceber qual, afinal, a melhor solução, a breve prazo.

AA/CMVFC