Vice-Presidência do Governo promove encontro de genealogia Açores-Brasil

A Vice-Presidência do Governo dos Açores, através da Direção Regional das Comunidades, promove um Encontro de Genealogia Açores-Brasil a 22 de abril, assinalando simbolicamente os 521 anos da chegada dos primeiros portugueses a terras brasileiras.

O encontro, em formato virtual, envolve genealogistas das ilhas Terceira e São Miguel e dos estados brasileiros de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, e realiza-se através da página oficial de Facebook da Direção Regional das Comunidades, a partir das 18h30 dos Açores.

O evento de Genealogia Açores-Brasil conta com a participação de quatro representantes de institutos históricos, com importante trabalho desenvolvido no âmbito dos estudos genealógicos, nomeadamente, Jorge Forjaz, do Instituto Histórico da Ilha Terceira, Igor Espínola de França, do Instituto Cultural de Ponta Delgada, Sérgio Luiz Ferreira, do Instituto Histórico e Cultural de Santa Catarina, e Diego Leão Pufal, do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul.

Com a realização desta sessão pretende-se abordar, de forma genérica e sucinta, questões de genealogia de interesse comum aos Açores e ao Brasil, designadamente, sobre a cumplicidade histórica de nomes representativos que foram levados pelos povoadores açorianos há mais de 270 anos, e que ainda hoje se mantêm no Sul do Brasil.

Durante o encontro online, Jorge Forjaz  falará, a partir de Angra do Heroísmo, sobre as famílias Bettencourt, Drummond e Utra, enquanto Igor França apresentará, em Ponta Delgada, o capitão Manuel de Sousa da Silva e os alferes Francisco de Bettencourt e Manuel de Medeiros e Sousa.

A partir do Brasil, Sérgio Luiz Ferreira, em Florianópolis, abordará o irmão Joaquim Francisco do Livramento, o académico José Artur Boiteaux e o professor Aníbal Nunes Pires, enquanto Diego de Leal Pufal, em Porto Alegre, recordará os açorianos João de Souza Brasil, João de Ornelas de Souza e João da Silveira Goulart.

AA/GRA